23 de abril de 2024 07:54

Surto de Dengue faz Guarulhos decretar estado de emergência

Número de casos da doença só aumentam. Prefeitura parece perdida nas ações de prevenção e combate à doença que já matou três pessoas no município Foto: Divulgação

Compartilhe este conteúdo...

Antes tarde do que nunca! As ações de combate e prevenção, além de atrasadas, também não surtiram o efeito desejado e a população está aflita com a situação do município. Com isso, a Prefeitura de Guarulhos foi obrigada a decretar estado de emergência na cidade devido ao aumento desenfreado no número de casos da Dengue.

A decisão foi publicada no Diário Oficial desta terça-feira (5) e segue decreto similar publicado também nesta data pelo Governo do Estado de São Paulo e a situação de emergência em Guarulhos permanecerá até que a condição sanitária no município se estabilize.

Guarulhos tem 8.584 casos prováveis da doença até o momento e cinco óbitos, o que representa uma taxa de 664,5 pessoas infectadas a cada 100 mil habitantes.

Já são 53 prováveis casos de Chikungunya na cidade.

O decreto do prefeito Gustavo Henric Costa (PSD), o Guti, autoriza a adoção de medidas administrativas e assistenciais necessárias à contenção do aumento da incidência de casos de Dengue e outras arboviroses, em especial a aquisição pública de insumos e materiais, a doação e cessão de equipamentos e bens e a contratação de serviços estritamente necessários ao atendimento da situação emergencial com base na lei de licitações.

A administração municipal solicita a mobilização da população no combate dos focos de criadouros do mosquito Aedes Aegypti, como colocar areia nos pratos de plantas, embalar objetos que acumulem água, tapar calhas e caixas d´água e secar áreas em que possa haver qualquer resquício de água parada.

Na edição 440 deste periódico, foi divulgado o descaso do Executivo com a questão sanitária. São inúmeros terrenos de posse da Prefeitura denunciados como focos prováveis de Dengue, a falta de zeladoria, manutenção e limpeza, além de campanhas mais incisivas, mutirões e nebulizações são fatores determinantes para a alta incidência de casos de Dengue, Chikungunya e Zika.

Compartilhe este conteúdo...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

categorias

ÚLTIMAS NOTÍCIAS