28 de fevereiro de 2024 13:10

Prefeitura de Mogi realiza manutenção em córregos para prevenir problemas com chuvas

Os córregos urbanos e valas pluviais também recebem manutenção periódica, com limpeza mecanizada e roçada manual Foto: Divulgação

Compartilhe este conteúdo...

A Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana, responsável por serviços de manutenção e obras em toda a cidade, desenvolve de forma permanente ao longo do ano ações que visam prevenir prejuízos e transtornos no recém-iniciado período de chuvas. Os trabalhos têm como objetivo deixar o sistema de drenagem do município em boas condições, com o mínimo possível de obstruções, assoreamentos e outras situações que possam contribuir para a ocorrência de enchentes e alagamentos.

Somente no ano de 2023, de janeiro à primeira quinzena de novembro, as equipes que cuidam especificamente desses trabalhos fizeram a desobstrução convencional e com uso de hidrojato em mais de 3,7 mil metros de galerias, mais a manutenção e implantação de 2,7 mil metros do sistema de drenagem superficial e subterrânea. 

No mesmo período também foi realizada a manutenção e implantação de 1.869 equipamentos de drenagem, como bocas de lobo e poços de visita (PV).

Os córregos urbanos e valas pluviais também recebem manutenção periódica, com limpeza mecanizada e roçada manual. No total, mais de 495 mil metros quadrados foram atendidos em 2023. Também foram feitas a manutenção e reconstrução de 290 m² de muros de arrimo nas margens de córregos.

A limpeza e o desassoreamento no trecho do rio Jundiaí que corta a região do Oropó também segue, dentro do cronograma. Os próximos segmentos a serem atendidos são no Jardim Santos Dumont I até a confluência do Rio Jundiaí com o Córrego Oropó.  Até o momento, quase dois quilômetros do rio foram beneficiados – o serviço total contemplará 4,5 quilômetros. A obra tem autorização do Fehidro e licenciamento ambiental emitido pela Cetesb, além do acompanhamento do DAEE, o Departamento de Águas e Energia Elétrica do estado.

“Os serviços preparatórios são fundamentais para que a cidade enfrente o mínimo possível de percalços em semanas de chuvas intensas e são realizados ao longo de todo o ano pelas nossas equipes”, lembra o secretário municipal de Infraestrutura Urbana, Alessandro Silveira. “Os trabalhos mais efetivos são realizados no período de estiagem e, uma vez no período de chuvas, as equipes ficam de sobreaviso para o atendimento prioritário de demandas decorrentes dos temporais”, conclui.

Além da atuação rotineira, os serviços de drenagem também foram incorporados, desde 2021, aos mutirões Cidade Bonita. Trata-se de um ciclo de forças-tarefa, realizadas semanalmente em todos os setores da zona urbana da cidade. Aliados a outros serviços, as equipes de drenagem realizam trabalhos de desobstrução de tubulação, limpeza de bocas de lobo e bocas de leão, reforma de bocas de lobo, manutenção de guias, sarjetas e/ou sarjetões, roçada de córregos e valas pluviais.

Orientações

É importante lembrar que, além de todas estas manutenções, é preciso evitar o descarte irregular de lixo e entulho, para que as galerias e bueiros não fiquem obstruídos e para que este material não chegue aos corpos d’água, causando o assoreamento dos leitos.

A Secretaria de Infraestrutura Urbana reforça o pedido de colaboração da população. A pasta disponibiliza de maneira permanente coleta de lixo úmido e seco e realiza toda semana a Operação Cata-Tranqueira, para o descarte correto de móveis antigos e outros materiais inservíveis. Além disso, o município conta com três Ecopontos – Jardim Armênia, Parque Olímpico e Jundiapeba, para o descarte de recicláveis e outros materiais não mais utilizados.

A população pode ajudar diretamente, denunciando o descarte irregular pelo telefone 153

Compartilhe este conteúdo...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

categorias

ÚLTIMAS NOTÍCIAS