23 de abril de 2024 09:16

Parque São Martino em Mogi terá investimento do Semae em R$ 11,4 milhões

Prazo previsto para construção do sistema é de 18 meses; população beneficiada será de 1.500 moradores Foto: Divulgação

Compartilhe este conteúdo...

O Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) iniciará a implantação de um sistema de esgotamento sanitário no Parque São Martinho, distrito de Jundiapeba. O investimento será de R$ 11,4 milhões, sendo R$ 8,6 milhões em recursos do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro), após aprovação de projeto elaborado pela autarquia, e mais R$ 2,8 milhões do próprio Semae, como contrapartida.

O prefeito Caio Cunha assinará a ordem de início dos trabalhos neste sábado (02/03), às 10h. O evento também contará com a presença da vice-prefeita, Priscila Yamagami; do diretor-geral do Semae, Francisco Cochi Camargo, e outras autoridades municipais.

O projeto prevê a implantação de aproximadamente 5,9 quilômetros de redes coletoras, 136 poços de visita (conhecidos como “bueiros”, os poços de visita são pontos de acesso a redes para intervenções no sistema, como manutenções, por exemplo) e 1 estação elevatória (bombeamento) de esgoto.

O sistema também terá 1,3 quilômetro de rede de recalque (tubulação que conduz os efluentes da elevatória até um ponto a partir do qual possa seguir por gravidade até uma unidade de tratamento), 502 ramais de ligação e 45 sistemas individuais de tratamento de esgotos.

O complexo será interligado à elevatória do Jardim Santos Dumont III, de onde o esgoto será encaminhado para tratamento na estação da Sabesp, em Suzano.

O prazo previsto para construção do sistema de esgoto Parque São Martinho é de 18 meses. A população beneficiada será de 1.500 moradores.
 

Núcleos isolados
O Parque São Martinho é um dos bairros que integram o projeto de sistemas de esgotamento sanitário em núcleos isolados. Os demais núcleos contemplados serão Biritiba-Ussu, Chácaras Guanabara, Jardim Nove de Julho, Quatinga, Taiaçupeba e Vila Mathias (Sabaúna).

O investimento – na elaboração dos projetos para todos os oito núcleos – foi de R$ 5,7 milhões, sendo R$ 4,6 milhões do Governo Federal e R$ R$ 1,1 milhão do Município. Nessa etapa, foram feitos os estudos para, posteriormente, o Semae buscar recursos para as obras, tal como ocorreu para o Parque São Martinho e Parque das Varinhas (leia mais abaixo).

Em Mogi das Cruzes, um núcleo isolado que já conta com sistema de coleta e tratamento de esgoto é a Vila Andrade, em Sabaúna.

Parque das Varinhas
As obras do Semae para instalação do sistema de esgotamento sanitário no Parque das Varinhas estão com aproximadamente 70% de execução. A instalação de 2,8 quilômetros de linha de recalque e 11,4 quilômetros de redes coletoras já foi finalizada.

O investimento em todo o sistema será de R$ 11,8 milhões e beneficiará quase 3 mil moradores do bairro, que também fica no distrito de Jundiapeba. Do total investido nas obras, R$ 10,5 milhões são recursos do Fehidro, e mais R$ 1,3 milhão da própria autarquia, como contrapartida.

Além das redes, coletor-tronco e linha de recalque, o projeto inclui a construção de 4 estações elevatórias de esgoto, mais de 500 ramais de ligações domiciliares e mais de 200 poços de visita.

A obra beneficiará aproximadamente 2.800 pessoas. A previsão é concluir os trabalhos em 2024.

Para obras futuras, mas já com recursos garantidos, estão os sistemas de esgotamento sanitário no Jardim Nove de Julho, em Jundiapeba (R$ 12,8 milhões, com a maior parte com recursos do Fehidro) e Vila Mathias, em Sabaúna – a previsão de investimento (R$ 5,2 milhões) inclui verba da Agência da Bacia do Rio Paraíba do Sul (Agevap), por meio do Programa de Tratamento de Águas Residuárias (Protratar). O processo está em fase de análise de documentos na Caixa Econômica Federal.

Compartilhe este conteúdo...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

categorias

ÚLTIMAS NOTÍCIAS