18 de julho de 2024 08:32

No data was found

Mogi: Dois ecopontos terão mudanças no funcionamento

Os Ecopontos funcionam das 8h às 18h e são locais de entrega voluntária de materiais recicláveis pelos cidadãos Foto: Divulgação

Compartilhe este conteúdo...

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Proteção Animal fechará o ecoponto do Parque Olímpico nesta quarta-feira (20/3), a partir de meio-dia, e também em todas as quintas-feiras, durante o dia inteiro, a partir da semana que vem. A medida foi adotada para melhorar o fluxo dos materiais que chegam ao ecoponto. O equipamento funcionará internamente com ações de limpeza e escoamento dos materiais com o apoio da empresa responsável pela coleta de lixo.

A mesma medida será adotada para o ecoponto de Jundiapeba, que a partir da semana que vem ficará fechado todas as quintas-feiras. A decisão de fechar os dois equipamentos durante um dia da semana foi adotada de forma experimental no final de fevereiro e mostrou bons resultados, com a melhoria do fluxo de materiais, que são destinados à Central de Triagem da Vila São Francisco.

A partir da semana que vem, os equipamentos funcionarão normalmente nos demais dias da semana – segunda, terça, quarta, sexta, sábado e domingo, das 8h às 18h. 

É importante lembrar que, atualmente, os ecopontos do Parque Olímpico e de Jundiapeba estão recebendo um volume maior de materiais, pois a unidade do Jardim Armênia passa por uma reforma, com o objetivo de oferecer melhores condições aos cidadãos e funcionários. O trabalho está em fase final de reforma.

Além disso, um quarto ecoponto vem sendo construído atualmente, na avenida Ricieri José Marcatto, na esquina com a rua Capitão Arcílio Rizzi, e atenderá o distrito de Cezar de Souza.

Materiais

Os Ecopontos funcionam das 8h às 18h e são locais de entrega voluntária de materiais recicláveis pelos cidadãos – e não para empresas. Eles complementam dois outros trabalhos desenvolvidos pela Prefeitura, que são a coleta porta a porta e as operações Cata-Tranqueira. 

Eles recebem materiais como entulhos, vidros, papelão, ferro, embalagens, latas, garrafas pet, jornais, revistas e outros papéis, caixas de leite, tubos de pasta de dente, pneus, lixo eletrônico e outros produtos que, se jogados em qualquer lugar, podem causar enchentes, riscos à saúde e a contaminação do meio ambiente. Para o descarte de restos de material de construção, o limite máximo por pessoa será de 1 m³ por dia.

Após serem descartados nos ecopontos, os materiais são encaminhados à Central de Triagem da Vila São Francisco, onde são separados pelos cooperados e destinados para a reutilização.

Compartilhe este conteúdo...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

categorias

ÚLTIMAS NOTÍCIAS