22 de fevereiro de 2024 04:26

Guarulhos realiza ações de combate ao mosquito da Dengue

Todas as atividades de rotina estão baseadas no cenário epidemiológico e voltadas para as áreas de transmissão onde se concentram o maior número de casos Foto: Divulgação

Compartilhe este conteúdo...

A Prefeitura de Guarulhos realiza, de forma permanente, medidas de promoção à saúde e de prevenção às arboviroses, como o bloqueio de criadouros do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, intensificação de visitas a imóveis, pontos estratégicos e obras, além da nebulização, que é uma ação complementar ao bloqueio mecânico de criadouros.

Todas as atividades de rotina estão baseadas no cenário epidemiológico e voltadas para as áreas de transmissão onde se concentram o maior número de casos. As atividades de bloqueio mecânico de criadouros e de nebulização com inseticida visam a eliminar os focos do Aedes para garantir a segurança da população.

As demais atividades, como a intensificação de visitas a pontos estratégicos, objetivam ainda fornecer orientações sobre como manter o local livre de potenciais criadouros de mosquitos.

A Prefeitura esclarece que o verão de 2024 apresentou até o momento um número recorde de transmissão da dengue. Segundo o sistema de informação oficial para registro das notificações da doença, de 1º de janeiro a 7 de fevereiro o total de casos confirmados em Guarulhos foi de 1.087.

A população deve ajudar

A participação do cidadão no combate à dengue é essencial. Para evitar a proliferação do mosquito, as pessoas precisam eliminar água armazenada que pode se tornar um possível criadouro, como em vasos de plantas, galões, pneus, garrafas plásticas, piscinas sem uso e sem manutenção e até mesmo recipientes pequenos, como tampas de garrafa PET.

As épocas mais quentes e úmidas do ano são aquelas que favorecem o aparecimento de insetos em casa. Esteja, portanto, atento aos cuidados que ajudam a minimizar o seu aparecimento no ambiente doméstico.

A tela mosquiteira, por exemplo, evita a entrada do inseto ao mesmo tempo que permite a ventilação. Ela tem um custo baixo e é duradoura. Deve ser colocada em todas as janelas e, se possível, nas portas.

O inseticida pode ser usado com cautela por se tratar de um produto químico que pode provocar reações alérgicas em pessoas sensíveis. O repelente também é uma boa opção para evitar as picadas. Procure usar no começo da manhã e no final da tarde, horário de alimentação do Aedes aegypti. Em crianças, utilize repelentes infantis.

Também é importante a remoção de recipientes nos domicílios que possam se transformar em criadouros de mosquitos, a vedação dos reservatórios e das caixas d´água e a desobstrução de calhas, lajes e ralos.

Compartilhe este conteúdo...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

categorias

ÚLTIMAS NOTÍCIAS