23 de abril de 2024 08:08

Guarulhos promove estratégias ao combate à dengue

É importante ressaltar que o cenário atual necessita da participação de todos, serviço público, privado e sociedade Foto: Divulgação

Compartilhe este conteúdo...

Diante do aumento expressivo dos casos de dengue em todo o país, as autoridades de saúde de Guarulhos intensificaram as ações para enfrentar a situação. O terceiro encontro da Sala de Situação da Dengue, criada em 25 de janeiro, realizado na última sexta-feira (9), revelou um cenário desafiador, com cerca de 1,5 mil casos confirmados da doença neste ano, sendo que em 2023 o número foi de 97 no mesmo período.

O evento contou com a participação de todos os departamentos da Secretaria da Saúde, que buscam estratégias integradas para lidar com a situação emergencial. O Departamento de Assistência Integral à Saúde (DAIS) apresentou um plano de combate à dengue abrangente, que inclui, além da intensificação das visitas casa a casa, a abertura das UBS aos sábados pelo programa Saúde Agora de acordo com a incidência de casos de dengue das regiões.

A Sala de Situação da Dengue é um espaço físico ou virtual em que a informação em saúde é analisada sistematicamente por uma equipe técnica para caracterizar as condições de uma população. O Departamento de Urgência e Emergência da Saúde alertou para o aumento significativo de casos suspeitos nas últimas semanas e, em resposta a essa demanda, alinhou os fluxos do município junto às unidades municipais e estaduais e intensificou a capacitação dos profissionais de saúde.

Além disso, durante o encontro da sexta-feira (9) o DAIS promoveu uma capacitação envolvendo 71 enfermeiros responsáveis técnicos das UBS e especialidades. O foco da aula foi o manejo e a classificação da dengue, bem como a execução do exame rápido chamado prova do laço para a detecção precoce.

Dos casos confirmados de dengue, 95,4% foram adquiridos no próprio município e, apesar do registro de um óbito relacionado à doença neste ano, 98% dos pacientes evoluíram para a cura, conforme os dados apresentados pelo Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde, que também destacou os eixos prioritários do manejo clínico de arboviroses do governo do Estado de São Paulo, datado de janeiro de 2023, e da sexta edição do guia Manejo Clínico da Dengue de 2024, do Ministério da Saúde.

É importante ressaltar que o cenário atual necessita da participação de todos, serviço público, privado e sociedade. A orientação da Secretaria da Saúde de Guarulhos é para que todos mantenham seus quintais sem recipientes que possam acumular água parada e que procurem o serviço de saúde mais próximo caso apresente os sintomas da dengue, que incluem febre, dores no corpo, calafrios, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, náusea, vômito e manchas vermelha pelo corpo.

Compartilhe este conteúdo...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

categorias

ÚLTIMAS NOTÍCIAS