12 de abril de 2024 13:48

Alto Tietê será a primeira região a receber doses da vacina contra Dengue

Ao todo, a região deve receber 79.416 doses, número inferior o da Covid-19. (Foto: Divulgação)

Compartilhe este conteúdo...

O Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat+), soltou uma nota nesta semana de que o Ministério da Saúde (MS), anunciou que as primeiras doses da vacina contra a dengue foram enviadas ao Estado de São Paulo na última sexta-feira (9) para atender os 11 municípios.

Na nota oficial, o Condemat revela que ainda não houve a disponibilidade do imunizante. “Até o momento não há informação sobre a data em que os imunizantes estarão disponíveis para as administrações municipais e como será feita a distribuição das doses“.

Na área de abrangência do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (CONDEMAT+), 11 cidades foram selecionadas para receber a vacina. Ao todo, a região deve receber 79.416 doses (tabela abaixo), número que, a exemplo do início da campanha de Covid-19, é menor que o necessário para imunizar as crianças da faixa etária preconizada, com isso, os municípios estão avaliando estratégias de atendimento.

Aplicação da vacina:
De acordo com a Nota Técnica divulgada pelo Ministério da Saúde, a vacina será aplicada em duas doses, sendo que a recomendação é iniciar a imunização pelo público-alvo com idade entre 10 e 11 anos. A pasta divulgou, ainda, que a segunda dose será enviada aos municípios posteriormente considerando o intervalo recomendado de três meses entre as aplicações.

O Ministério da Saúde esclareceu que a definição das cidades atendidas levou em consideração “municípios de grande porte (com população igual ou superior a 100 mil habitantes) que apresentam alta incidência de dengue no país. Isso inclui os demais municípios abrangidos por suas regiões de saúde, independentemente do tamanho populacional”. A pasta priorizou as áreas com predominância do sorotipo DENV-2 – recentemente emergente – e maior número de casos no período de monitoramento de 2023 a 2024.

Embora exista o imunizante contra a dengue, o Ministério da Saúde reforçou em sua Nota Técnica que o controle do Aedes aegypti, seja pelas ações de combate ou prevenção, ainda é o principal método para evitar e controlar a dengue e outras doenças, como Zika e Chikungunya.

Municípios doses:
Arujá 2.343
Biritiba Mirim 821
Ferraz de Vasconcelos 4.994
Guararema 800
Guarulhos 34.270
Itaquaquecetuba 10.960
Mogi das Cruzes 12.143
Poá 2.834
Salesópolis 419
Santa Isabel 1.423
Suzano 8.409
Total 79.416

Fonte: Ministério da Saúde

Compartilhe este conteúdo...

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

categorias

ÚLTIMAS NOTÍCIAS