18 de julho de 2024 07:39

No data was found

GCM de Suzano localiza fábrica clandestina  de falsificação

Flagrante ocorreu na tarde desta terça-feira (13/02), após agentes da Romo desconfiarem de veículo que trafegava com excesso de peso, carregado de engradados, na rua Roberto dos Santos Foto: Divulgação

Compartilhe este conteúdo...

Agentes da Ronda Ostensiva com Motocicleta (Romo) da Guarda Civil Municipal (GCM) de Suzano localizaram uma fábrica clandestina de adulteração de marcas de cerveja, na tarde desta terça-feira (13/02), no Jardim Casa Branca. 

A ocorrência teve início por volta das 14 horas, quando a equipe avistou um veículo Fiat Doblô branco com dois ocupantes trafegando na rua Roberto dos Santos com diversos engradados e fizeram a abordagem.

Ao serem questionados a respeito da carga, condutor e ajudante informaram que haviam carregado o material em uma chácara na mesma via e que o transportariam até Mogi das Cruzes. No entanto, após solicitação da nota fiscal que comprovasse a origem dos produtos, nenhum dos dois apresentou qualquer documento, motivo que levou os agentes da Romo a se dirigirem com eles até o local de onde disseram que vinham.

Após terem a entrada autorizada pelos dois, os guardas constataram que o local era utilizado para adulteração de marcas de cerveja. Isso porque foram encontrados maquinário para rotulagem, tampinhas, rótulos, 60 caixas com garrafas cheias e cerca de cem com garrafas vazias, além de outro veículo, um furgão Citroën Jumpy prata.

Embora tivessem negado participação no processo de falsificação – que consistia na substituição do rótulo de uma cerveja de valor menor por um de uma marca de preço maior -, as duas pessoas que estavam em posse do material foram detidas e encaminhadas à Delegacia Central de Suzano para as providências cabíveis, inclusive com solicitação de perícia da Polícia Científica no local.

O que chamou a atenção dos agentes da Romo que patrulhavam nas imediações foi o fato de que o veículo Doblô que trafegava pelo local naquele momento estava visivelmente com excesso de peso. A suspeita e a abordagem correta dos guardas foram cruciais para constatar que algo ilícito estava ocorrendo – no caso, a prática de falsificação de garrafas de cerveja – e para tomar as medidas necessárias”, explicou o secretário municipal de Segurança Cidadã, Afrânio Evaristo da Silva.

Compartilhe este conteúdo...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

categorias

ÚLTIMAS NOTÍCIAS