18 de julho de 2024 07:41

No data was found

Descaso e abandono marcam os 75 anos do aniversário de Poá

Má gestão da prefeita Márcia Bin vem deixando resultados negativos para a cidade nos últimos quatro anos Foto: Divulgação

Compartilhe este conteúdo...

O dia 26 de março é marcado pelo 75º aniversário da cidade de Poá. Porém, nem tudo são flores. O município que tinha grande potencial econômico através da arrecadação de impostos já não é mais a mesma potência, após desastrosas administrações.

Após ser eleita como esperança para Poá, Marcia Teixeira Bin de Sousa (PSDB) decepcionou e muito. Foi considerada a pior prefeita da história da cidade. Revoltado, o eleitorado poaense viu em Bin, a figura do ex-prefeito Testinha, sempre lembrado na cidade, porém, a decepção foi ainda maior. O governo de Marcia Bin tem os piores índices de aprovação da história. Nada funciona, nem mesmo Testinha se manteve no Titanic que espera o fim de 2024 para naufragar de vez.

O título de Estância Hidromineral foi por água abaixo. O Hospital Guido Guida foi desmantelado e a crise administrativa e econômica só aumenta com o passar do tempo. A população não vê esforços para mudar a situação de Poá.

A cidade clama por socorro. Entra gestão e sai administração e nada é feito para retomar a cidade nos dias de glórias.

Os poaenses reclamam de todas as áreas. Na saúde, a demora no atendimento, a falta de médicos e especialistas, além de ausência de insumos e remédios escancaram o estado de calamidade em que o município se encontra.

Na educação, além dos pais exigirem mais professores e melhores condições nas escolas públicas, até outrora, uma unidade educacional com telhado de vidro tornava o local insalubre para as crianças que ali estudavam, batendo mais de 40 graus dentro do ambiente escolar.

Na questão das enchentes, nada mudou. O piscinão não segura nada, além do péssimo estado de conservação em que ele se encontra.

A zeladoria também é motivo de reclamação, são ruas cheias de entulho e mato alto.

Para piorar, a cidade tem sido grande foco da Dengue. Nem mesmo os entes queridos têm paz, uma vez que o descontentamento no único cemitério do município, continua a existir.

O maior presente que a população poderia ter, era um governo sério, ético e transparente, que buscasse solucionar os problemas da cidade e trazer Poá de volta à rota do crescimento e desenvolvimento da economia.

Parabéns, Poá!

Compartilhe este conteúdo...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

categorias

ÚLTIMAS NOTÍCIAS