12 de abril de 2024 14:59

Declaração infeliz de Lula gera crise diplomática e oposição apresenta pedido de impeachment

Lula falou sobre a ação israelense em Gaza durante encontro promovido na Etiópia Foto: Ricardo Stuckert

Compartilhe este conteúdo...

Impeachment! Essa foi a resposta da oposição no Congresso Nacional ao impetrar o pedido contra o atual presidente Lula (PT), em razão das falas que repercutiram mundialmente, onde Lula comparou as ações de Israel na Faixa de Gaza com o Holocausto promovido pelo regime nazista de Hitler que dizimou cerca de 6 milhões de judeus.


“O que está acontecendo na Faixa Gaza não existe em nenhum outro momento histórico, aliás, existiu quando Hitler resolveu matar os judeus”, afirmou Lula.


O primeiro ministro de Israel, Benjamin Netanyauh declarou o presidente como “persona non grata”. O chefe de estado do Brasil não é mais bem-vindo em Israel. “Ao comparar a guerra de Israel em Gaza contra o Hamas, uma organização terrorista genocida, ao Holocausto, o Presidente Silva desonrou a memória de 6 milhões de judeus assassinados pelos nazistas, e ele demonizou o Estado Judeu como o antissemita mais virulento. Ele deveria ter vergonha”, afirmou Netanyauh.


A deputada federal Carla Zambelli (PL-SP) encabeçou o pedido de impeachment, fundamentado no art. 5º, da lei 1079/50: “São crimes de responsabilidade contra a existência política da União: 3 – cometer ato de hostilidade contra nação estrangeira, expondo a República ao perigo da guerra, ou comprometendo-lhe a neutralidade”.


142 assinaturas já foram coletadas, inclusive de aliados da base governista que estão pasmos com as declarações e a crise diplomática gerada por Lula. Após eventual aval do presidente da Câmara, é necessário o apoio de 342 deputados para instaurar o processo.

Compartilhe este conteúdo...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

categorias

ÚLTIMAS NOTÍCIAS