22 de fevereiro de 2024 04:31

Bertioga: Prefeito conquista, com aprovação da Câmara, empréstimo de R$ 100 mi

Em alguns bairros, obras estão bem devagar Foto: Divulgação

Compartilhe este conteúdo...

Todos nós sabemos que Bertioga virou um canteiro de obras, certo? O que muita gente não sabe, é de onde vem o dinheiro para bancar toda essa explosão de serviços. A previsão orçamentária para 2024 deve alcançar R$ 900 milhões, dinheiro suficiente para gastar e pagar dívidas, além daquelas que estão sendo geradas com empréstimos e outros setores que exigem mantimento dos gastos para uma população de 65 mil habitantes e de um milhão em épocas de festividades.

A Prefeitura, através do prefeito Caio Matheus (PSD), encaminhou para a Câmara Municipal, o Projeto de Lei de Operação de Crédito com o Banco do Brasil com garantia da União. A proposta foi aprovada e até hoje, causa debate entre populares. Mesmo diante de várias obras em andamento, alguns bairros na cidade pedem socorro, como é o caso de Boracéia, onde estão trabalhando a passos de tartaruga, já no Jardim Ana Paula (investimento de R$ 24,5 milhões), segundo o vereador Matheus Rodrigues (PSD), estão paradas. Ele mesmo ajuíza no final de outubro as condições do local. A reportagem, ao passar pela Rua “A”, no Jardim Ana Paula, constatou que os serviços estão em andamento com a parte de saneamento básico, já as ruas “B” e “C”, ainda nada fizeram.

A previsão de entrega é para julho do próximo ano. Já no Boracéia, os repórteres constataram que parte das ruas que receberão obras está igual ao Parque Martinho da Vila: “É devagar, é devagar, é devagar, é devagarinho…”.

O vereador também apontou as obras no Jardim São Raphael, que estão bem adiantadas, no entanto, a do Mangue Seco, (valor de R$ 8,5 milhões), o canteiro de obra estava fechado durante a sua fiscalização. Desde que esteve no local, final de outubro, de lá para cá, segundo apurou a reportagem foi cobrada das empresas agilidade.

A informação que tivemos, é que a Câmara através de seus vereadores cobram e fiscalizam o Poder Executivo, por outro lado, é visto que são muitas obras e nem sempre o dinheiro se torna suficiente para sanar todas as necessidades. “Tanto um como o outro trabalham com o mesmo objetivo: o de fazer Bertioga uma cidade melhor e mais acolhedora”.

Compartilhe este conteúdo...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

categorias

ÚLTIMAS NOTÍCIAS