19 de maio de 2024 02:55

Programa de Erradicação do Trabalho Infantil é lançado em Itaquaquecetuba

Equipe especializada fará o trabalho de diagnóstico e busca de jovens Foto: Divulgação

Compartilhe este conteúdo...

A Prefeitura de Itaquaquecetuba, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social lançou, nesta sexta-feira (19), o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI). Com início imediato, a iniciativa visa identificar a incidência de crianças em situação de trabalho precoce na cidade.

O programa conta com uma equipe do Instituto Recrie, que são profissionais da rede de proteção e defesa dos direitos da criança e do adolescente, que farão o diagnóstico e busca desses jovens. A ação tem por objetivo aprimorar e fortalecer as estratégias de enfrentamento, que fazem parte da agenda municipal prioritária.

Ter mais de 2 milhões de crianças e adolescentes em trabalho infantil no país é inaceitável. Não podemos deixar isso acontecer. Em Itaquá estamos cumprindo a nossa missão, que é cuidar de pessoas. Hoje anunciamos o início do PETI e o diagnóstico vai nos possibilitar agir com base nos dados levantados pelo Instituto Recrie. Não podemos ficar de braços cruzados, precisamos pensar nas nossas crianças“, disse o chefe da pasta, Gabriel Rocha.

Durante o lançamento, os servidores também assistiram ao curta metragem “A invenção da infância“, que retrata o desequilíbrio que abala o conceito de infância no país. “O combate ao trabalho infantil é um assunto sério e que desperta a nossa preocupação. Estamos intensificando as ações de prevenção com busca ativa de crianças nessas condições. Itaquá está capacitando as equipes e criando políticas públicas. Lugar de criança é na escola“, acrescentou o prefeito Eduardo Boigues.

O evento foi promovido no cinema Moviecom, no Pateo Itaquá, e contou com a participação de aproximadamente 250 pessoas, dentre elas a secretária executiva do Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (FNPETI), Katerina Volcov, secretários municipais, membros do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA) e dos Conselhos Tutelares, além de servidores do Desenvolvimento Social, Saúde, Educação e Mulher, da Guarda Civil Municipal (GCM) e representantes de outras cidades.

Compartilhe este conteúdo...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

categorias

ÚLTIMAS NOTÍCIAS