25 de junho de 2024 15:55

Prefeitura de Mogi investe em seguro rural

Prefeitura oferece o Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR), que aumentou o percentual do valor da apólice de 10 para 20% no último ano Foto: Divulgação

Compartilhe este conteúdo...

Terra fértil para a produção agrícola, Mogi das Cruzes tem cerca de 2,1 mil agricultores que cultivam diferentes alimentos ao longo de 25 mil hectares. A cada mudança no clima, toda a produção fica vulnerável. Para minimizar os prejuízos causados pelos efeitos climáticos, a Prefeitura de Mogi oferece o Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR), que aumentou o percentual do valor da apólice de 10 para 20% no último ano.

Ao lado de Jundiaí, Louveira, Itatiba e Itupeva, Mogi é uma das cinco cidades brasileiras e a primeira da Região Metropolitana a contar com o Programa Municipal de Subvenção do Seguro Rural, uma importante política pública que incentiva e assegura a produção local a fim de cuidar e valorizar o nosso produtor rural”, conta o prefeito Caio Cunha.

O PSR oferece ao agricultor a oportunidade de segurar sua produção diante das mudanças climáticas com custo reduzido, por meio de auxílio financeiro da Administração Municipal, ao lado de subvenções já garantidas pelos Governos Federal (que contribui com 40%) e Estadual (30%).

Em especial, nos primeiros meses do ano, período em que as intensas chuvas atingem a cidade, os fruticultores enfrentam uma série de desafios que podem impactar negativamente a produção de importantes safras.

O seguro rural surgiu como uma resposta ao pedido dos fruticultores locais que carecem desse suporte. Com a alta das chuvas, por exemplo, a chance da ocorrência de um sinistro é grande. Além dessa condição, a apólice também cobre perdas decorrentes de seca prolongada e queda de granizo”, explica o secretário de Agricultura e Abastecimento, Felipe Almeida.

Um exemplo é o caqui, que está sendo produzido e tem a colheita de safra a partir de fevereiro. “O seguro é importante para assegurar a produção que está no pé até o final da colheita, como aconteceu em outubro, quando houve queda de granizo, bem no período de frutificação, que feriu as folhas e os ramos e que faz cair um pouco a produção”, conta o Fernando Ogawa, produtor rural contemplado pelo seguro. 

O Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural é uma política pública importante para a proteção das safras mogianas, que é uma das cidades de referência na produção agrícola.

Compartilhe este conteúdo...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

categorias

ÚLTIMAS NOTÍCIAS