12 de abril de 2024 15:07

Prefeitura de Arujá se posiciona a respeito da greve dos funcionários públicos

Nota Oficial revela pontos positivos sobre os últimos anos que administração fez em favor dos funcionários. (Foto arquivo: Impresso Brasil)

Compartilhe este conteúdo...

COMUNICADO OFICIAL DA PREFEITURA

Prezadas Servidoras e Servidores Públicos de Arujá,

Considerando a greve aprovada em assembleia realizada pelo Sindicato de Classe, na data de ontem (19), a qual tem apoio de parte da categoria dos Servidores Municipais e, considerando que efetiva deflagração do movimento paredista está prevista para a próxima segunda-feira (26), cumpre-nos a seguinte manifestação:

Inicialmente, expressamos o reconhecimento da Gestão Municipal, quanto ao empenho e colaboração de vossa prestimosa classe, no sucesso e avanço de nossa administração.

Reconhecemos, outrossim, que, embora existindo legitimidade em parte das reivindicações apresentadas, as quais foram acolhidas pela Administração, em algumas outras questões, no entanto, parece-nos que a decisão pela greve merece uma maior reflexão. Nesse sentido, pedimos que cada um de vocês avalie, com maior apreço, as propostas de reajuste e outros benefícios formalizados pelo Governo, em especial, considerando o histórico de negociações bem-sucedidas que temos compartilhado, desde o início dessa gestão.

Nos últimos anos, nossa administração tem se esforçado para atender às demandas do Servidor, sempre com o objetivo de melhorar as condições de trabalho e qualidade de vida dos servidores.

Vejamos:

– Em 2022, atendemos importantes reivindicações, tais como:
• Revisão geral, somada ao aumento real, que totalizou um acréscimo de 10,06%;
• Acréscimo de 50% sobre o Vale-Alimentação;
• Criação de 2 faltas abonadas a todos os Servidores, atendendo a uma antiga reivindicação da categoria.
– Em 2023, prosseguimos com essa trajetória de valorização, implementando benefícios significativos, tais como:
• Revisão geral, somada ao aumento real, que totalizou um acréscimo de 8,00%;
• Acréscimo de 11% sobre o Vale-Alimentação;
• Criação do Vale-Refeição a todos os Servidores;
• Foi instituído o adicional de 2% ao ano (anuênio) a todos os Servidores.

Agora, em 2024, estamos comprometidos em continuar nesse caminho, conforme evidenciado pelas nossas duas propostas já apresentadas.
Algumas reivindicações deste ano representam desafios orçamentários insuperáveis. Por exemplo: o pedido de aumento de mais de 200% no Vale-Refeição (VR) e a concessão de mais 3 faltas abonadas (concedemos duas nos anos anteriores e estamos dispostos a conceder outra neste momento, deixando a terceira para outro momento), trará severo impacto à nossa folha de pagamento. Especificamente, cada falta abonada representa, em média, um aumento de R$ 644.832,52 (seiscentos e quarenta e quatro mil, oitocentos e trinta e dois reais e cinquenta e dois centavos) anual na Folha, considerando a necessidade de substituição de cada servidor ausente, para manter os serviços essenciais.

Apesar desses desafios, estamos realizando avanços significativos:

– Sempre concedemos aumentos e ajustes, conforme as possibilidades orçamentárias.
– Criamos o benefício do Vale-Refeição para nosso funcionalismo;
– Aumentaremos o número de faltas abonadas (mais uma nesse momento), atendendo a uma antiga reivindicação da categoria.
– Encomendamos um plano de reforma administrativa e revisão de cargos e salários.
– Seguiremos nas revisões realizadas, tal como efetivado com a Guarda Civil Municipal (GCM) e os Agentes de Trânsito, garantindo que todas as categorias sejam contempladas com base nesse novo plano.

Nessa linha, a Administração pede aos servidores, nesta oportunidade, que considerem o esforço contínuo para melhorar as condições de trabalho: reformamos prédios públicos, melhoramos banheiros e refeitórios e adquirimos novos equipamentos; tudo em prol da valorização do servidor público.

Portanto, rogamos que analisem a proposta do governo com a devida atenção, reconhecendo os esforços já realizados e os compromissos cumpridos. Solicitamos que não haja adesão ao movimento de greve e que se aguarde a conclusão dos trabalhos e avanços planejados.

A Prefeitura de Arujá se mantém aberta ao diálogo e comprometida com o bem-estar de todos os seus servidores, buscando sempre as melhores soluções para os desafios que enfrentamos juntos. Vamos continuar trabalhando, lado a lado, construindo um futuro ainda mais promissor para nossa cidade e para cada um que nela vive e trabalha.

A reportagem tentou contato com o Sindicato dos Servidores para ouvir o outro lado, porém, até o fechamento desta matéria não foi possível. No entanto, fica o jornal à disposição, caso o Sindicato queiram se posicionar.

Compartilhe este conteúdo...

2 respostas

  1. O sindicato tem de posicionar e contrapor à resposta da prefeitura.
    O anuenio é algo que temos há muitos anos. Não é algo que esse governo deu. Inlusive, ficou congelado por 2 anos por causa da pandemia.

  2. Engraçado pq não foi falado que está concedendo 30% de aumento para os comissionados, que os 2% ele reajustou p os professores, o restante dos funcionários já recebiam a tempos, que prometeu o pagamento do progressão, onde colocou os funcionarios uma bela burocraciapara entregas do documento, entregamos e depois voltou atrás, entrou com processo e ganhou o direito de não nos pagar, mesmo tendo dado a sua palavra que regularizaria e pagaria, que sobre o VR, foi dividido em três anos o pagamento, que os 10,06 foi dividido em parcelas sem direito a retroativo, porém seus vereadores ganharam o retroativo desde o início da pandemia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

categorias

ÚLTIMAS NOTÍCIAS