18 de julho de 2024 07:34

No data was found

Mogi: Vereador Bi Gêmeos cobra informações sobre Escola Espectro Autista

A Prefeitura respondeu que os serviços prestados Escola Clínica do Espectro Autista serão comandados por uma Organização da Sociedade Civil Foto: Diego Barbieri

Compartilhe este conteúdo...

Por conta dos diversos questionamentos de munícipes a respeito da contratação de profissionais e o atendimento das crianças para atendimento na Escola Clínica Transtorno do Espectro Autista “Professora Neuraide Rezende da Silva Fujita”, o Vereador Milton Lins da Silva (Bi Gêmeos) apresentou em sessão ordinária o requerimento de nº 08/24 cobrando explicações e informações da Prefeitura à respeito do funcionamento do equipamento, que está previsto para ser inaugurado no dia 20 de abril deste ano.

A solicitação do parlamentar preza pela transparência do processo, para que as crianças que precisam de atendimento e as suas famílias entendam com clareza como vai funcionar a Escola Clínica. Ao todo foram 12 perguntas, incluindo como será abordagem pedagógica, quem serão as crianças que vão receber atendimento, se os profissionais passarão por capacitação, como será feita a triagem dos profissionais e das crianças inseridas no cadastro da escola, entre outras que podem ser conferidas no site da Câmara Municipal onde o documento segue disponível na íntegra para consulta (http://www2.cmmc.com.br/siteadmin/requerimentos/anexos/Req-08-24.pdf).

O Vereador Bi Gêmeos reconhece a importância do equipamento para a cidade e garante que vai acompanhar o seu funcionamento de perto. “Estamos aguardando ansiosos a inauguração da Escola Clínica do Espectro Autista. Esse equipamento será de extrema importância para garantir um atendimento mais humanizado e o desenvolvimento das nossas crianças com TEA, por isso prezamos pela transparência no processo de todo  atendimento que será oferecido”, explica o parlamentar.

Em resposta aos questionamentos do Vereador Bi Gêmeos, a Prefeitura respondeu que os serviços prestados Escola Clínica do Espectro Autista serão comandados por uma Organização da Sociedade Civil (OSC), para o atendimento especializado clínico/terapêutico (psicopedagogo, pedagogo, educador físico e de arte, psicólogo/neuropsicólogo, fonoaudiólogo, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, nutricionista, atendente clínico terapêutico, musicoterapeuta, assistente social, neurologista, psiquiatra e enfermeiro). Já a educação especial personalizada será de responsabilidade da Secretaria de Educação, os profissionais que atuarão serão concursados e passarão por um processo seletivo interno.

Quanto ao atendimento das crianças, serão atendidas aquelas que são residentes em Mogi das Cruzes, tendo como prioridade àquelas que estão matriculadas na Escolas Municipais e nas creches Subvencionadas da Cidade, em idade obrigatória, bem como nos níveis da Educação Infantil (Pré-Escola) e Ensino Fundamental I e II, e/ou acompanhadas pelas salas de recursos das escolas e pelos da Escola Municipal de Educação Especial (EMESP).

Compartilhe este conteúdo...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

categorias

ÚLTIMAS NOTÍCIAS