21 de maio de 2024 07:45

Guarulhos: Duas mortes em hospital municipal levam preocupação à população

Uma das vítimas estava grávida e a outra teria sido socorrida no chão mesmo Foto: Divulgação

Compartilhe este conteúdo...

Sensação de medo e preocupação. Esse é o sentimento da população de Guarulhos que está chocada com as duas mortes que ocorreram no Hospital Municipal Pimentas Bonsucesso. Uma das vítimas estava grávida e a outra teria sido socorrida no chão mesmo, com os primeiro socorros, mas não resistiu e veio a óbito.

As mortes teriam ocorrido devido à superlotação, com pacientes esperando por resultados de exames ou buscando tratamento para problemas de saúde. Funcionários, preferindo anonimato, afirmam falta de estrutura de trabalho e superlotação há mais de um ano, agravada pela alta nos casos de dengue e COVID-19. Além disso, há relatos de ausência de remédios e macas para pacientes em estado grave.

Prefeitura:
A Secretaria Municipal de Saúde tomou ciência na segunda-feira, dia 8. Diante dos fatos, conforme determina a legislação vigente, a Prefeitura imediatamente instaurou procedimento investigatório, para apurar as responsabilidades e promover as sanções cabíveis, que vão desde a responsabilização civil e penal com encaminhamento ao Ministério Público, culminando até com a intervenção e rompimento do contrato com a Organização Social. Segundo a OS argumentou preliminarmente à Secretaria de Saúde, “o paciente foi levado pela família em uma situação crítica de parada cardiorrespiratória à sala de emergência que se encontrava superlotada naquele momento, devido ao excesso de pacientes em um dia atípico de atendimento. Diante da gravidade, o corpo médico realizou as manobras cardíacas para reanimação do paciente, mas ele acabou evoluindo a óbito. A paciente grávida não morreu na sala de emergência, pois já chegou em óbito ao HMPB”. “Na mesma madrugada, outros pacientes chegaram em estado bastante grave ao hospital”, completou a Organização Social.

A superlotação neste hospital ocorreu em decorrência da grande demanda de casos de dengue, covid-19 e doenças respiratórias neste período do ano. Nesta terça-feira (9), a Secretaria Municipal de Saúde se reuniu com a diretoria da OS Santa Casa de Misericórdia de São Bernardo do Campo para reiterar e exigir providências imediatas para resolver os problemas enfrentados no Hospital Municipal Pimentas Bonsucesso nas últimas semanas, em decorrência do aumento expressivo nos casos de dengue no município.

Haverá a ampliação imediata do número de leitos para urgência e emergência, dobrando a capacidade atual de atendimento, com a contratação de mais profissionais da área médica, além de criar um espaço exclusivo para o atendimento de pacientes com sintomas de dengue numa outra ala do hospital.

A Secretaria de Saúde, iniciará dentro do programa Atende Já Dengue, que inclui a abertura de UBS nos finais de semana, a instalação de estruturas de atendimento em pontos estratégicos de Guarulhos, sendo uma delas na região dos Pimentas, onde há grande concentração de casos de dengue em Guarulhos.

Estas estruturas, que serão instaladas junto a Unidades de Pronto Atendimento de Guarulhos, contarão com infraestrutura completa para acolher os pacientes com sintomas de dengue, com todo o acompanhamento por profissionais médicos, com realização de exames, sorologia e atendimento.

Compartilhe este conteúdo...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

categorias

ÚLTIMAS NOTÍCIAS