19 de julho de 2024 23:42

No data was found

Santos tem empréstimo de R$ 550 milhões aprovado

Programa Santos Mais prevê a ampliação do sistema de drenagem da Zona Noroeste Foto: Divulgação/Agência Senado

Compartilhe este conteúdo...

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) e o plenário do Senado Federal aprovaram na terça-feira (18) a autorização de empréstimo internacional para a Prefeitura de Santos, no valor de US$ 105 milhões (R$ 550 milhões), junto ao banco CAF (Corporação Andina de Fomento).

Os recursos serão direcionados para o programa de Macrodrenagem, Acessibilidade, Inovação e Sustentabilidade, o Santos Mais, que prevê investimentos em obras de drenagem, soluções habitacionais, mobilidade, inovação e tecnologia para reduzir as desigualdades entre as diferentes regiões da Cidade.

O projeto de resolução contou com as tratativas do deputado federal Paulo Alexandre Barbosa e relatoria do senador Esperidião Amin (SC). Agora, seguirá para aprovação do Governo Federal, medida necessária para a formalização do contrato entre a Prefeitura e o CAF.

Em dezembro do ano passado, o Diretório do banco de desenvolvimento já havia aprovado a concessão do empréstimo. “Superamos mais uma importante etapa para tirarmos do papel estas obras e investimentos tão aguardados pela população santista, que vão ajudar a promover ainda mais infraestrutura e qualidade de vida na nossa cidade”, destacou o prefeito Rogério Santos.

O programa Santos Mais prevê a ampliação do sistema de drenagem da Zona Noroeste com a construção de quatro estações elevatórias, desassoreamento do Rio dos Bugres e o reassentamento de famílias que vivem em palafitas em um novo conjunto habitacional com 864 unidades em terreno no Estradão. Esta será a primeira operação de financiamento de moradia no Brasil realizada pelo CAF.

Também integram o Santos Mais a requalificação, a revitalização urbana e a pavimentação em 18km (avenidas Bernardino de Campos, Ana Costa, Presidente Wilson, Vicente de Carvalho e Bartolomeu de Gusmão e vias da Areia Branca).

Também a modernização da sinalização viária e a compra e instalação de 1.500 câmeras. Esta última medida já foi iniciada pela Prefeitura com recursos próprios.

Ao todo, o programa está estimado em US$ 131,4 milhões (R$ 690 milhões). Além do financiamento de US$ 105 milhões, está prevista contrapartida municipal de US$ 26,3 milhões (R$ 138 milhões).

Compartilhe este conteúdo...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

categorias

ÚLTIMAS NOTÍCIAS