7 de junho de 2019

Em Biritiba Mirim abaixo-assinado vai pedir redução de salário dos vereadores

É de autoria da moradora Suellen Campos, o Projeto de Lei de iniciativa popular que pede a redução salarial dos vereadores equiparando ao do professor da rede municipal de ensino o equivalente fixado como piso salarial da educação básica.
A proposta, de forma clara e concisa, por força da iniciativa popular, intenta fomentar a discussão e deliberação dos vereadores em torno do assunto e propõe, para efeito de paradigma, o salário do professor municipal de educação basilar. Dessa forma, o vereador ganharia o salário de professor municipal de educação fundamental e receberia os mesmos aumentos do jeito e modo que esses recebem. Para Suellen, a disciplina para a redução e os critérios para alteração no subsídio dos vereadores de Biritiba Mirim institui como teto de seus subsídios o valor igual ao do piso salarial municipal para os profissionais do magistério público da educação fundamental que é de R$2.132,26. Atualmente, cada parlamentar de Biritiba Mirim recebe R$ 5.733,72.
O jornalista Nelson Camargo (Nelsinho do Jornal) abraçou a ideia proposta pela cidadã que tomou a decisão visando estabelecer em um futuro não tão distante melhoria para outros setores da municipalidade. “Certamente irá sobrar dinheiro no final de cada ano, com isso, a ideia é que seja devolvido para a prefeitura aplicar em outras áreas que necessita”, explicou.
Nelsinho do Jornal comentou que a prioridade desta proposta elaborada pela Suellen é fazer com que algumas áreas possam atender a necessidade da população. “Tem escola, por exemplo, que nem papel higiênico possui além da falta de produtos de limpeza, também existem as estradas em péssimas condições. Com a sobra deste dinheiro vai dar para fazer muita coisa”, aposta.
Suellen comentou que precisa colher 1.200 assinaturas para fazer valer este Projeto de Lei no Legislativo. “O fato que nos leva a apresentar este Projeto é a ausência dos princípios da eficiência legislativa, falta de eficácia e desídia da maioria dos agentes públicos”. Em apoio a cidadã Suellen, será realizado na Praça São Benedito e também em outros pontos da cidade,  um estande para colher as assinaturas.